Nós fazemos o Medialab

Desde o seu início, há mais de uma década, são muitas as pessoas e os grupos que participam ativamente nas atividades do Medialab Prado (MLP). O MLP é um espaço público de inovação cultural, social e cidadã que depende da Área de Cultura do Município de Madrid. É um centro cultural atípico e inovador com uma história que facilita a experimentação e a participação em coerência total com a sua posição de instituição pública aberta aos cidadãos.

Os seus programas e atividades têm promovido e promovem a colaboração entre todos os tipos de agentes: o bairro, a sociedade civil, as empresas, os centros de investigação e as universidades, bem como outras instituições. Todos esses agentes formam uma grande comunidade que está ocasionalmente ou continuamente envolvida com o centro, tornando-o um local onde muitas pessoas vão propor ideias, desenvolver projetos coletivamente e conviver.

Tudo isto faz do MLP um centro pioneiro, com significativo reconhecimento internacional, graças ao seu compromisso com a cultura livre, o uso social das tecnologias, as práticas colaborativas, o trabalho com as comunidades e a inovação cidadã.

A saída de Marcos García da direção do centro e a falta de comunicação sobre as consequências que esta saída pode ter na continuidade do projeto, gerou uma profunda preocupação em toda aquela comunidade. Tememos que esteja em jogo o futuro de um projeto tão cuidadosamente construído como o do MLP. Portanto, antes que ocorram outros acontecimentos que possam afetar o centro de forma estrutural, pedimos ao Município de Madrid que: 

  • comunique publicamente e com transparência quais são os seus planos sobre o futuro imediato do MLP, a começar pelo procedimento administrativo de nomeação de uma nova gestão e destino da sua actual sede, obedecendo aos critérios de boas práticas fixados pelo próprio Município;
  • o projeto MLP tenha continuidade e se mantenham as linhas de trabalho e os valores da inovação cultural e da participação cidadã que, até agora, têm mostrado bons resultados, e que têm sido replicados, adaptados e reconhecidos por outras instituições em todo o mundo;
  • o momento atual de mudança seja utilizado para abrir um processo de diálogo com a comunidade MLP, procurando o seu envolvimento no futuro da instituição.

As pessoas que se sentiram parte da comunidade MLP e concordaram com a defesa deste espaço público, apoiaram-na assinando este manifesto. Agradecemos a todos eles pelo apoio e ajuda pública na difusão, cuja coleta de assinaturas termina hoje, 21 de março de 2021. Você pode ver a lista completa aqui.